top of page
Buscar
  • Foto do escritorDr. Christopher Mindi Shu

5 fatos sobre a Seletividade Alimentar Infantil e como posso te ajudar!

Atualizado: 15 de jun. de 2023

menina se recusando a comer (seletividade alimentar)

A seletividade alimentar infantil é um comportamento comum em crianças que envolve a recusa ou a restrição na aceitação de uma ampla variedade de alimentos. Isso pode incluir a rejeição de alimentos novos, a recusa em comer alimentos de certas cores, texturas, sabores ou grupos alimentares inteiros ou a preferência por apenas alguns alimentos específicos. A seletividade alimentar infantil geralmente começa na primeira infância, entre os 2 e 6 anos de idade, mas pode persistir na adolescência e na idade adulta.


A partir disso, vamos aos 6 fatos objetivos que envolvem a seletividade alimentar:


  1. Origens biológicas: A seletividade alimentar infantil pode ter origens biológicas. Estudos sugerem que fatores genéticos podem influenciar as preferências alimentares das crianças, incluindo sua sensibilidade a sabores específicos, como amargo ou azedo. Algumas crianças podem ter uma predisposição genética para serem mais seletivas em relação aos alimentos;

  2. Desenvolvimento sensorial: O desenvolvimento sensorial desempenha um papel importante na seletividade alimentar infantil. Crianças podem ser sensíveis a características sensoriais dos alimentos, como texturas, cores, odores e sabores. Por exemplo, algumas crianças podem rejeitar alimentos com texturas mais firmes ou viscosas, ou podem ter aversões a alimentos com sabores amargos ou azedos;

  3. Experiências de exposição precoce: A exposição precoce a diferentes alimentos pode ter um impacto nas preferências alimentares das crianças. Estudos mostram que a exposição repetida a novos alimentos pode aumentar a aceitação desses alimentos pelas crianças. A introdução de uma variedade de alimentos durante a fase de introdução alimentar é importante para ajudar as crianças a desenvolverem uma maior aceitação de uma variedade de alimentos;

  4. Influência do ambiente familiar: O ambiente familiar também pode influenciar a seletividade alimentar infantil. Estudos sugerem que a forma como os pais e cuidadores interagem com os alimentos e modelam comportamentos alimentares pode ter um impacto significativo nas preferências alimentares das crianças. Por exemplo, crianças que veem seus pais consumindo uma variedade de alimentos saudáveis e que são incentivadas de forma positiva a experimentar diferentes alimentos têm maior probabilidade de terem uma alimentação mais variada;

  5. Consequências nutricionais: A seletividade alimentar infantil pode ter consequências nutricionais. Crianças seletivas em relação aos alimentos podem correr o risco de não obter todos os nutrientes necessários para um crescimento e desenvolvimento adequados. Isso pode resultar em deficiências nutricionais e impactar negativamente a saúde geral das crianças a longo prazo.


Como eu posso te ajudar?


Como Nutrólogo Pediátrico realizo avaliação nutricional completa da criança para entender seu estado atual de saúde e identificar quaisquer deficiências nutricionais. Com isso, posso verificar se a seletividade alimentar está afetando a ingestão adequada de nutrientes importantes para o crescimento e desenvolvimento da criança. A deficiência de vitaminas e minerais traz malefícios gerais pra criança, não só na saúde física como também na saúde mental.


A avaliação também é importante para descobrir o que está causando a seletividade alimentar. Pode ser uma questão sensorial, onde a criança tem dificuldade em lidar com a textura ou sabor dos alimentos ou pode ser uma questão comportamental, onde a criança está usando a comida como uma forma de controle. Identificando o problema subjacente, podemos desenvolver estratégias específicas para lidar juntos com a seletividade alimentar da criança.


Vale destacar a importância de realizar um acompanhamento regular com a criança e sua família para monitorar o progresso e ajustar as estratégias conforme necessário. Sei que a seletividade alimentar pode ser um problema de longo prazo, mas estou aqui para ajudá-los e trabalharmos juntos para melhorar a qualidade de vida e o desenvolvimento saudável do seu filho(a)!



Informação tem valor!


Dr. Christopher Mindi Shu

Pediatra e Nutrólogo Pediátrico

CRM/SP 156.451 RQE 97336 | 97336-1

.

.

.

.

.

.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
  • Ig
bottom of page